www.facebook.com/alelocomerbemtdb twitter.com/AleloBrasil

4 motivos para não comer em frente ao computador

Trocar a mesa do almoço pela mesa de trabalho já é parte do dia a dia de muita gente, principalmente dos que têm uma rotina corrida e acabam ficando com pouco tempo para fazer uma pausa para as refeições. Atualmente não é nada difícil encontrar alguém que tenha o hábito de almoçar em frente ao computador ou de olho no celular. Mas saiba que esse tipo de escolha não é interessante para a sua saúde. Confira abaixo quatro bons motivos para não deixar esse hábito fazer parte da sua rotina.

 

  1. Você nem sente o sabor dos alimentos! Quando estamos distraídos com qualquer coisa, como o computador, por exemplo, deixamos de apreciar o sabor dos alimentos e, muitas vezes, nem sabemos o gosto do que realmente estamos comendo. E vamos combinar, tem coisa pior do que não se deliciar com uma refeição?
  1. Você geralmente come mais do que sua fome! Quando comemos sem prestar atenção, acabamos cometendo exageros sem perceber. E isso está mais do que provado: a chance de você extrapolar nessas situações é muito maior do que quando está sentado à mesa e dedica-se exclusivamente à este momento.
  1. Você não irá aproveitar o momento! A hora da refeição deve ser vista como muito mais do que apenas o momento de ingerir nutrientes e obter energia para o dia a dia. Costumamos dizer que esse momento é também a oportunidade de socializar e interagir com outras pessoas. Afinal, quem não gosta de almoçar com a família e colegas de trabalho?
  1. Você precisa de uma pausa! Todo mundo sabe que fazer um intervalinho no meio do expediente para recuperar a concentração é preciso, pois nossa produtividade pode cair muito quando emendamos um período no outro. Claro que eventualmente isso pode ser preciso dependendo do seu emprego, mas é recomendado tentar se programar para não deixar que isso se torne rotina. Não se esqueça que destinar um tempinho para se alimentar bem também é essencial em um estilo de vida saudável!
Publicado : 28 de outubro de 2014 as 08:00