www.facebook.com/alelocomerbemtdb twitter.com/AleloBrasil

Coentro sem drama: você ainda pode gostar dele!

Sabe como os pernambucanos dizem quando alguém está endiabrado, encapetado, agitado? Eles falam que a pessoa está ”virada no mói de coentro”. Não deve ser à toa que elegeram o maço de coentro para tal expressão. De sabor forte, essa erva tem um gosto peculiar que não passa despercebido quando usado.

Tem gente que adora, mas também quem odeia, e a  causa pode ser genética, afirmam estudos. Segundo pesquisas que analisaram os receptores de sabor e de olfato, há relação entre alguns genes e a predisposição para gostar ou não do ingrediente. Mas isso não quer dizer que você não pode dar uma chance a essa planta.

Que tal experimentar outros preparos com ela? Aos poucos, acredite, você pode se acostumar com o sabor e diminuir a aversão à erva que, aliás, faz muito bem para o organismo.

 

Benefícios à saúde

Não deve ser por acaso que tantos povos diferentes usam essa erva de formas tão variadas. Aliás, o uso do coentro vem de outras épocas. Dizem que os antigos egípcios aproveitavam a hortaliça para fins medicinais, devido a suas propriedades calmantes e digestivas.

Quer mais motivos para simpatizar com o coentro? Pois saiba que ele faz bem para a pele, previne doenças do coração, favorece a eliminação de toxinas do corpo e ajuda a regular os níveis de colesterol. Graças à presença de antioxidantes, ele também diminui o risco de doenças como câncer e mal de Alzheimer e pode retardar o processo de envelhecimento precoce. Quanta coisa!

 

Consumo da erva no Brasil e no mundo

A planta está presente na culinária de várias regiões do país, como o Sudeste, mas é no Nordeste que ela é mais popular. Lá, é utilizada em pratos como moquecas e acarajés ou mesmo no feijão.

No exterior, está presente em diversas culinárias. No guacamole mexicano, vai misturado ao abacate; no ceviche peruano, para temperar o peixe cru; em sopas chinesas e no curry tailandês, como uma das especiarias que compõem a mistura. Na Índia, as sementes do coentro são comuns em receitas com ovos, frangos, pratos de carne e até em sobremesas.

 

Como começar a usar o coentro

 

1. Nas sopas e caldos (como o de feijão) – os talos do coentro podem ser refogados junto com cebola e alho. Quanto menor for cortado, mais sabor dará e mais fácil será de se dissolver na comida, evitando que seja mastigado. Para um sabor suave, usar pequenas quantidades da erva.

2. Saladas refrescante de pepino, tomate e abacate. É só cortar esses alimentos em pedaços pequenos, picar bem as folhas do coentro e temperar a gosto. Quem gosta de cebola roxa pode adicioná-la também.

3. Filés de peixe branco no forno com leite de coco e tomates – colocar o coentro picado em cima dos filés. Além de sabor, a cor verde combinada com o vermelho dos tomates deixa o prato mais colorido e bonito.

4. Lombo de porco à mineira – o coentro picado ou em pó é usado no tempero para marinar a carne suína e regá-la no forno para que não resseque.

E aí, se animou a comprar um maço de coentro? Feiras, sacolões e supermercados costumam ter o ingrediente. É só procurar no setor de hortaliças. Já achou?

 

Referência

Livro – Ervas, temperos e condimentos de A a Z – Tom Stobart – Editora Jorge Zahar, 2009.

Publicado : 2 de setembro de 2018 as 09:00