www.facebook.com/alelocomerbemtdb twitter.com/AleloBrasil

Congelados podem ser saudáveis?

Devido à correria do dia a dia, muitas vezes optamos por comidas mais fáceis de serem preparadas e, por conta disso, a frequência de consumo de alimentos ultra processados, que são aqueles que encontramos praticamente prontos no supermercado, aumenta. Mas você sabia que existe uma solução para consumir mais alimentos caseiros sem a preocupação de prepará-los todo dia?

O processo de congelamento pode ser um ótimo aliado para preservar as propriedades nutricionais de certos alimentos sem gastar muito tempo, oferecendo muito mais praticidade no dia a dia. Devido às baixas temperaturas, o processo de congelamento apresenta diversas vantagens quando comparado a outros tipos de armazenamento, tais como: manutenção de cor, aroma, sabor e qualidades nutricionais, sem falar na segurança microbiológica do produto.
Além disso, outra super vantagem é não necessitar do uso de conservantes para manter as propriedades nutricionais! O processo de congelamento varia de acordo com os alimentos e por isso, vamos conhecer como ocorre com alguns deles. Para congelar legumes, por exemplo, a dica é realizar o processo de branqueamento antes de congelá-las. E como fazer isso? É necessário lavar adequadamente (deixando de molho em hipoclorito e depois lavando em água filtrada), depois cortar em cubos ou rodelas, colocar as hortaliças em água fervente durante aproximadamente 5 minutos, e logo após disto, colocar em um recipiente com água gelada por 5 minutos. Escorra e guarde em saquinhos ou potinhos no congelador.

Vale destacar que o descongelamento das carnes deve ser realizado na parte inferior da geladeira, enquanto que àquelas preparações prontas para consumo podem ser descongeladas em micro-ondas ou diretamente no fogão.

Mas por quanto tempo posso deixar os alimentos no freezer sem que estraguem ou percam suas propriedades? Segue uma tabela com alguns exemplos e tempo de duração no freezer:

tabela_0506

Armazenar os alimentos em porções individuais ou quantidades ideais para a sua família são sempre a melhor opção, já que depois de descongelados os alimentos não devem ser congelados novamente. Além disso, procure sempre anotar a data em que o alimento foi congelado em etiquetas ou no próprio saquinho para que não ultrapasse o tempo recomendado.

Experimente estas dicas. Esta prática com certeza vai te ajudar ter uma alimentação equilibrada sem perder muito tempo!

Publicado : 6 de junho de 2014 as 08:00