www.facebook.com/alelocomerbemtdb twitter.com/AleloBrasil

Férias em forma

No final do ano, a gente quer mesmo é relaxar, deixar as preocupações de lado e curtir as merecidas férias. E isso muitas vezes significa abandonar a dieta e dar carta branca ao macarrão instantâneo, aos embutidos e aos refrigerantes. Afinal de contas, buscamos praticidade e prazer nas férias, certo?  Sim! Mas com um pouco de planejamento é possível fazer refeições rápidas e saudáveis durante as viagens.

Confira algumas dicas e receitas para você manter a praticidade e o prazer nas férias, mas sem voltar delas com “excesso de bagagem”. ;)

Na viagem de carro

Se ela for longa, leve consigo algumas opções de lanches saudáveis como barrinhas de castanhas e cereais (ricas em fibras e com pouco ou nenhum açúcar adicionado), frutas frescas, mix de castanhas e frutas secas, cenourinhas baby, sanduíches com pão integral e frango desfiado, cenoura ralada e homus, por exemplo. E, claro, águas, chás e sucos naturais sem açúcar.

Nos passeios

Nas férias, muitas vezes caminhamos muito para conhecer os pontos turísticos. E conhecer também a gastronomia local faz parte do programa. Aqui vale fazer concessões pensando que não tão cedo estaremos ali novamente e que, nessa andança toda, queimaremos parte das calorias extras. Mesmo assim, tente priorizar alimentos frescos e naturais. Experimente as frutas típicas, priorize os sorvetes a base de água e com pouco açúcar, prefira os alimentos assados aos fritos, e beba muita água.

No restaurante

Sempre que possível, comece a refeição com uma salada rica em folhas, legumes e sementes, e um fio de azeite para temperar. Assim, você já ingere uma boa quantidade de fibras e tende a maneirar no prato principal. Seus olhos brilharam com aquela massa do cardápio? Vá fundo, mas, se possível, prefira o molho de tomate ao quatro queijos. É fã de carne? Então pegue leve na porção (fique entre 80g e 120g) e coloque também no prato legumes, folhas e alguma fonte de carboidrato como batata-doce, mandioquinha, arroz integral.

Na praia

Não tenha vergonha de levar uma térmica com várias opções de lanches. No verão, os preços de itens básicos como água, milho e coco ficam muito altos. Seguem algumas boas opções para comer à beira mar:

  • Sanduíche natural

De preferência, com pão integral, uma fonte de proteína (como queijo magro, cottage, creme de ricota, homus, frango grelhado desfiado, rosbife, atum), folhas e tomate e/ou cenoura ralada.

  • Frutas

As frescas ajudam na reposição dos líquidos e são muito nutritivas. Como são ricas de carboidrato, vale levar um pouco de oleaginosas (amêndoas, nozes, castanha de caju) para comer junto, já que estas são fontes de gordura boa. Quer ainda mais praticidade? Leve consigo frutas secas para comer com as oleaginosas.

  • Legumes frescos

As cenouras baby e os tomatinhos cereja são ótimas opções, pois já veem no tamanho certo. Mas valem também o pepino e a erva doce em tiras.

  • Snacks prontos

Desde os salgadinhos assados e com nutrientes como chia e linhaça (confira o teor de fibras dele) como a clássica pipoca. As barrinhas de cereais são uma opção desde que tenham de fato oleaginosas e cereais e que açúcar ou similar não seja um dos três primeiros ingredientes.

  • Milho cozido

Sim, ele pode ser comprado na hora, mas costuma ser caro e nem sempre podemos confiar nas condições de higiene em que foi produzido. Então pode ser uma boa levar o seu de casa.

Se tiver uma cozinha à disposição

Ao chegar ao seu destino, descanse da viagem e, então, faça uma lista dos alimentos e bebidas que fazem parte da sua dieta habitual e visite o mercado local. Busque similares, mas sempre abrindo caminho para novas descobertas (de novo: gastronômica local também é cultura). Pense não somente nas refeições principais (contemplando carnes magras, frangos, peixes, grãos, tubérculos, legumes e verduras), mas em opções saudáveis para os lanches, como frutas, castanhas, pães e torradas integrais, queijos magros, picolés de fruta, entre outros.

Para matar a sede

Até mesmo o suco 100% natural não deve ser bebido como água porque tem muito açúcar (da fruta) e é bem calórico. Para hidratar, beba água. Atenção especialmente ao excesso de bebida alcoólica: além das calorias extras, ele dá trabalho ao corpo para metabolizá-lo, prejudicando outras tarefas, como a transformação de gordura acumulada em fonte de energia.

No “tempo livre”

Mexa-se durante a viagem. Vale de tudo: caminhar na praia, jogar frescobol, nadar, correr, pedalar. Além de gastar calorias extras, você fica mais disposto e conhece melhor o lugar. Dica: faça isso logo cedo, antes do sol forte e das outras atividades que virão no dia.

Fontes:

Energie Nutrição

Roberta Santos Silva, nutricionista do site Cyber Dieta

Patricia leite, nutricionista do site Mundo da Boa Forma

Júlio Aquino, nutricionista

Publicado : 10 de dezembro de 2018 as 18:12