www.facebook.com/alelocomerbemtdb twitter.com/AleloBrasil

Saiba mais sobre a dieta detox e a dieta da proteína

Depois da Páscoa recheada, muita gente se apega às dietas. Mas são tantas opções que prometem resultados milagrosos em pouco tempo que a maioria das pessoas fica perdida, não é mesmo? Por isso, vamos esclarecer algumas questões sobre essas duas dietas que com certeza você já ouviu falar por aí: a detox e a da proteína.

  • Dieta Detox

Ela promete, a curto prazo, eliminar as toxinas do organismo, que podem ser provenientes do excesso na alimentação, agrotóxicos entre outros. Como em geral essa dieta apresenta valores calóricos baixos, ingestão mínima de alimentos industrializados e, em alguns casos, restringe açúcar refinado, glúten, lactose e proteína de origem animal, os adeptos se sentem melhor e até conseguem perder peso. Mas é importante lembrar que se você não tem intolerância à lactose e ao glúten, por exemplo, não tem porque eliminá-los da sua alimentação. Eles não são prejudicais à sua saúde e não afetam o resultado da dieta.

Além disso, muitos dos benefícios observados com essa dieta são consequências de uma melhor hidratação do organismo, do aumento do consumo de fibras, vitaminas e minerais e da redução da ingestão de açúcares e gorduras.  Resultados positivos que você pode conseguir com uma alimentação balanceada e equilibrada.

  • Dieta da Proteína

Como o próprio nome diz, a dieta consiste no aumento do consumo de carnes vermelhas e brancas, ovos, embutidos, leites e derivados de leites.  Em contrapartida, os carboidratos são vetados, portanto pães, massas, doces, cereais e algumas frutas e legumes ficam de fora. A dieta promete uma perda rápida de peso. Mas como será que o seu organismo reage a essa mudança?

Quando eliminamos o carboidrato, principal fonte de energia do nosso corpo, nosso organismo se sente “forçado” a utilizar as gorduras para suprir a necessidade desse nutriente. Com isso, ele é obrigado a trabalhar com deficiência de nutrientes e é possível que a perda de líquido e massa muscular seja também responsável pela perda de peso. O que não é bom para sua saúde.

Um cardápio sem todos os nutrientes que o corpo precisa para funcionar normalmente pode acarretar em cansaço, baixa resistência imunológica, indisposição e irritabilidade. Ou seja, a médio e longo prazo, essas dietas restritivas podem ser prejudiciais à saúde.

Por isso é importante lembrar: para uma alimentação equilibrada procure um nutricionista que possa te orientar da melhor forma, sem colocar em risco a sua saúde. Assim você consegue um resultado de verdade, no tempo certo e sem efeito sanfona. Afinal, dieta boa é aquela que você perde peso de forma saudável, não é mesmo? ;)

 

Publicado : 9 de abril de 2015 as 08:00